(placeholder)

Para cima

A Festa da Vitória

Desfile da Vitória em França - Paris, 14 de Julho de 1919

Desfile da Vitória na Grã-Bretanha - Londres, 29 de Julho 1919

London's "Victory Parade", Metropolis Acclaims the Organizations She Sent to the Front.

 

London, July 5/1919. - London saw her own figting men today and perhaps realized as never before the greatness of the effort she made in the war. The ocassion was the "Victory Parade" of London regiments, and it followed the course. it began with a march past Buckingham Palace, where the King took the salute, then along the Strand and Fleet Street to the Mansion House, where the Lord Mayor reviewed the troops, and thence to Tower Hill.(The New York Times, published: July 7, 1919)

Desfile da Vitória na Bélgica - Bruxelas, 22 de Julho 1919

Em Bruxelas um contingente do Corpo Expedicionário Português, integrado no desfile das forças aliadas sob o comando do Major de Infantaria André Brun, tendo como Porta-bandeira o Tenente de Infantaria Perestrello D’Alarcão e Silva. A este histórico evento, assistiram na Tribuna de Honra, o Rei Alberto da Bélgica e o Rei D. Manuel II (no exílio), entre outras entidades.

Paris "Desfile da Vitória"

 

Em Paris um contingente de 150 soldados do Corpo Expedicionário Português, integrado nas forças aliadas do marechal Foch, desfilaram na Place de L'Etoile sob o comando do Major de Infantaria Ribeiro de Carvalho, tendo como Porta-bandeira o Tenente de Infantaria Perestrello D’Alarcão e Silva, do Regimento de Infantaria n.º 22.

 

Foch and Petain will lead the Paris Victory March

 

Paris, July 6/1919. - Marshal Foch and Marshal Pétain will lead the great victory march througt Paris on July 14, the aniversary of the Bastile, according to Marcel Hutin, writting in Echo de Paris. M. Hutin, says he has advance knowledge of the official program to be issued some time this week. The triumphal march, according to M. Hutin, will be over a course from the Porte Maillot to the Place de la République. All the armies which participated in the war will be represented by picked detachments, carryng their flags. Generals Castelnau, Fayolle, Maistre, Mangin, and Gourand will lead the section of the parade which is to include the Foreign Legion and the Moroccan units. President Poincaré and Premier Clemenceau will review the troops from thier tribune at the Arc de Triomphe. (The New York Times, published: July 7, 1919)

Desfile da Vitória em Portugal - Lisboa, 14 de Julho de 1919

Portugal to observe "Victory Day."

Lisbon, July 9/1919. - Portugal will observe July 14 as a national holiday, to celebrate the signing of peace. The day will be known as Victory Day. The  Chamber of Deputies has voted a credit for decorations and other expenses of the celebration. (The New York Times, published: July 10, 1919)













Na Avenida da Liberdade, junto ao Condes, a multidão assistiu à Parada da Vitória.




















Portuguese Army and Navy and U.S. Navy personnel parade in the city, 1919. A Portuguese Navy admiral is in the right foreground.


U.S. Sailors at left are from USS Hannibal (1898-1945), which visited Lisbon on 24 March - 27 April 1919 and on 4-19 July 1919. Courtesy of Commander Donald J. Robinson, USN (MSC), 1973. U.S. Naval Historical Center Photograph.


Medalhas Comemorativas – Grande Guerra

O Decreto n.º 2870, de 30 de Novembro de 1916, por entendimento de todos os ministros do Governo, criou a Cruz de Guerra, e outras medalhas a serem usadas por cidadãos portugueses que tivessem tomado parte em guerra, ou expedição militar contra os inimigos da Pátria, desde que tivessem bom comportamento civil e militar durante as operações.


Medalha Comemorativa de Campanha

Estas medalhas funcionam como medalha geral para colocação da passadeira específica na fita.



Modelo 1 - Janeiro de 1917

Modelo 2 - Junho 1919

Modelo  3 - Julho 1921

Passadeiras Comemorativa de Campanha

Passadeiras Oficiais


Sobre a fita da medalha geral é colocada a passadeira da campanha específica, ou as campanhas, sendo que quando existe mais de uma é colocada a passadeira da campanha mais recente acima e a mais antiga abaixo.


Foram aprovadas as seguintes passadeiras no âmbito da Grande Guerra:


Sul de Angola, 1914-1915 (Decreto n.º 2941, 18/1/1917)


Moçambique, 1914-1918 (Decreto n.º 5060, 30/11/1918)


No Mar, 1916-1917-1918 (Decreto n.º 5086, 3/1/1919) e (Decreto n.º 5983, 31/7/1919)


França, 1917-1918 (Decreto n.º 5400, 12/4/1919)


Lunda, 1911 (Decreto n.º ..., 14/5/1919)


Congo, 1914-1915 (Decreto n.º ..., 14/5/1919)


Defesa Marítima, 1914-1918 (Decreto n.º 5799, 28/5/1919) e (Decreto n.º 5983, 31/7/1919)


Cuanza-Sul, 1917-1918 (Decreto n.º ..., 30/4/1920)


Cuanhama, 1915 (Decreto n.º 7433, 25/6/1920)


C.E.L., Defesa Marítima, 1916-1918 (Decreto n.º 1123, 4/3/1921)


Funchal, Defesa Marítima, 1916-1918 (Decreto n.º 1123, 4/3/1921)


Ponta Delgada, Defesa Marítina, 1916-1918 (Decreto n.º 1123, 4/3/1921)


Bissau 1915 (Decreto n.º ..., 10/9/1920)


Cabo Verde 1917-1918 (Decreto n.º 8613, 3/2/1923)


Dembos 1918-1919 (Decreto n.º 8791, 1/5/1923)


Congo 1918 (Decreto n.º 15026, 13/1/1928)


Passadeira não oficiais


Moçambique 1914-1915


Moçambique 1915-1916


Moçambique 1916-1917


Moçambique 1917-1918


Sul de Angola 1916-1917


Mongua 20-8-915


S.Gabriel 23-IV-918


Galgo 24-IV-1917


La Lys 9-IV-1918




Passadeiras - Especial Marinha


São cinco as passadeiras comemorativas da acção naval de defesa costeira continental e insular.


Defesa Marítima 1914-1918, referente à frente marítima (Maio e Julho 1921), à qual era também opcionalmente adicionado uma passadeira complementar com a indicação específica do combate, como por exemplo: “S. Gabriel 28-IV-1918” ou “Galgo 34-IV-1917”.


CEL Defesa Marítima 1916-1918, referente à defesa do Tejo (Março 1921)


FUNCHAL Defesa Marítima 1916-1918, referente ao Arquipélago da Madeira (Março 1921)


PONTA DELGADA Defesa Marítima 1916-1918, referente ao Arquipélago dos Açores (Março 1921)


CABO VERDE Defesa Marítima 1916-1918, referente ao Arquipélago de Cabo Verde (Fevereiro 1923)



Passadeiras - Especial Exército (França e Africa)


Em conjunto com a passadeira “França, 1917-1918” (Abril 1919), era usual no caso dos feridos em combate adicionar a identificação do Raid ou combate onde o militar teria sido ferido, sendo que a mais conhecida é “La Lys 9-IV-918”



Link

Medalha da Vitória

A Medalha da Vitória foi estabelecida em 1919 e aceite pelos países vencedores a 13 de Novembro de 1919, tendo se tornado uma medalha colectiva. Tinham direito os que participaram na Grande Guerra e as condições específicas foram legisladas por decerto de 20 de Abril de 1920.